Educando bolsos: como investir com pouco - Parte 1 - Diagnóstico Financeiro

Três segundos. Foi o tempo que ela levou para identificar o próprio quarto. O cheiro ainda era terrível: uma mistura de cerveja barata, vodca de nome impronunciável e leite (?). O movimento de pêndulo, para colocar o corpo inerte e moribundo apenas sentado, agora exige a técnica de um artista circense. A noite anterior é apenas imagens difusas e, por um rompante, abre a bolsa, pega a carteira e um único pensamento toma conta de todo o ser: “Fu@#$! ”.

Três minutos. Foi o tempo que ele levou para subir as escadas, o elevador pela manhã sempre congestiona. “Como a chave foi parar no vão do sofá? Droga! ”. Clara sempre brinca com o chaveiro entre os dedos quando bebe. Seu chefe ou Clara, ainda está indeciso a quem endereçar seu ódio. “Dr. Joab, com toda certeza! ”. Procura o ar pelos pulmões - parece não existir -, pois sabe que vai precisar de fôlego enquanto se desculpa devido aos quinze minutos de atraso. “Preciso voltar à academia. Droga! Não consigo nada com esse salário de m#$@! ”.


...
Poderia ser um post de comemoração em homenagem ao dia dos namorados, entretanto nosso papo hoje é o seguinte: descontrole financeiro e como investir com pouco.


O verdadeiro "boy magia"

Quantas vezes você já tentou poupar dinheiro? Com qual finalidade? Habitualmente, pessoas poupam dinheiro apenas para projetos pessoais de curto prazo. “Eu não! Eu já juntei dois anos para uma viagem com o mozão! ”. Certo, quanto do que recebe atualmente é destinado aos seus projetos para daqui vinte anos?


“Recebo muito pouco para pensar em poupar agora, mas quando eu ganhar mais...”.     PEEEN!
(Onomatopeia que acabou de errar uma pergunta).


Independentemente se vai investir ou não, poupar nem que seja para possíveis emergências é o primeiro passo a caminho da independência financeira.

"Bolso vazio não para em pé"

Diagnóstico é a resposta médica com base nos sintomas observados, após a realização de exames clínicos e laboratoriais, que indica qual a doença ou qual a condição física ou mental do paciente. Vamos adaptar o conceito para sua avaliação financeira, afinal, precisamos descobrir se sua vida financeira tem apenas uma “virose”, ou se está a caminho da UTI.

O Fluxo de caixa consciente é o primeiro passo para o seu diagnóstico financeiro. “Beleza, tô ligado, mas o que é fluxo de caixa? ”. Fluxo de caixa é definido pelo Professor Doutor Assaf Neto, da Universidade de São Paulo (USP), como movimentos monetários, identificados temporalmente através do conjunto de entradas e saídas do caixa, resumindo: é quanto entra e quanto sai no período avaliado.

Com apenas algumas “googladas” é fácil encontrar dezenas de planilhas de Excel - gratuitas - para controle financeiro (inclusive aqui!). Caso sinta dificuldades para alimentar uma planilha com os dados requeridos, ou não tenha intimidade com o Excel, opte por papel e caneta, será o bastante por enquanto.


No papel, anote seu salário (“mesada”, apoio, ajuda de custo etc), em seguida subtraia todas as suas despesas fixas (água, luz, plano do celular, curso de inglês e outros). Se a diferença resultante dessa subtração for menor ou igual a zero, sua situação é bem séria. Se a diferença resultante da subtração gerar um resultado maior que zero, preciso te fazer algumas perguntas.

1 – É comum sobrar dinheiro depois de quitar suas dívidas? O que faz com o dinheiro que sobra?

Caso não seja uma situação comum (sobrar dinheiro no final do mês), isso indica que tem pouco controle de sua vida financeira. Provavelmente esqueceu de guardar uma “grana” para o presente da (o) namorada (o) esse mês. Talvez tenha esquecido do IPVA, e agora está contando com uma ajuda de custo da Tia Suzy (Suzylene), que mora em Pernambuco, e você a encontra apenas no Natal.

Se geralmente sobra dinheiro, mas o gasta por completo, você não está preparado para emergências. O “totó” pode ficar doente, aí terá de rifar a sua TV e dois CD's autografados do Molejo, às pressas, para pagar veterinário e medicamentos. É fundamental pensar também nos planos a longo prazo, o pouquinho que poupa hoje pode ser o primeiro tijolo da sua futura casa.

-Orlandinho, você é uma vergonha. Seu avô com vinte já tinha dois cavalos...E bigode!

Se, no término do mês, você quita suas despesas fixas, paga por seu lazer e ainda sobra um pouco de dinheiro, mas não sabe o que fazer com ele, temos um caminho menor a percorrer.

Esse é o primeiro texto da série “Educando bolsos” aqui no Simplinvest, onde você vai aprender que sim, é possível investir com pouco. O conteúdo do nosso próximo encontro é despesa fixa, portanto deixo a lição de casa:

$. Fazer download de alguma planilha de controle de gastos, ou construir sua própria numa folha A4 e identificar em qual situação financeira se encontra. $



Adeus, e até breve